Arquivos da categoria: Tecnologia

LANÇADO O CURRICULUMAPP, O COMUNICADOR DO EMPREGO

UM APLICATIVO DE CELULAR QUE VAI MUITO ALÉM DE APENAS OFERECER VAGAS, MAS QUE OFERECE COMUNICAÇÃO EM TEMPO REAL COM EMPRESAS

A Curriculum, hoje a mais completa plataforma de Recolocação, Recrutamento e Seleção Online, oferece agora o mais completo aplicativo para quem busca emprego, com avisos automáticos de vagas casadas, convites e monitoramento de processos seletivos, artigos para quem procura emprego e chat para estabelecer contato direto com as empresas que contratam.

São Paulo, maio de 2015 – A Curriculum.com.br, um dos maiores sites de empregos e recrutamento online da América Latina, que administra mais de 10 milhões de currículos não duplicados, sende que destes, mais de 8.2 milhões de currículos estão disponíveis para busca, acaba de lançar seu aplicativo com ferramentas para buscar emprego por meio de dispositivos móveis como celulares smartphones e tablets.

Para atender às necessidades atuais de ampla comunicação e ao crescente público que prefere cada vez mais os dispositivos móveis para acessar a Internet, a Curriculum desenvolveu seu aplicativo.

Diferente de qualquer outro o aplicativo, o da Curriculum oferece várias soluções bastante pertinentes para quem busca um novo emprego:

  • Busca de vagas: Assim como na plataforma web, o candidato poderá buscar vagas livremente.
  • Alerta de vagas casadas: Qualquer usuário da Curriculum pode criar um ou mais alerta das vagas que interessam. Quando uma vaga que se encaixa com seu perfil, ela é disponibilizada no aplicativo.
  • Convite: A Curriculum oferece um serviço especial chamado Convite, que permite que as empresas convidem candidatos para seus processos seletivos. Estes também estarão sendo exibidos no aplicativo da Curriculum;
  • Artigos: Uma biblioteca bastante rica em artigos pertinentes para quem busca um novo emprego estará também sendo exibida no aplicativo da Curriculum;
  • Monitoramento de Processo Seletivo: Na Curriculum o candidato pode monitorar todos os processos que participa, seja por ter se candidatado a uma vaga, seja por ter respondido sim a um convite. O Monitoramento também consta do App da Curriculum.
  • CHAT: Este sem dúvida é a grande vedete deste aplicativo. A Curriculum oferece em sua plataforma a possibilidade para as empresas de entrarem em contato diretamente com os candidatos, através de uma plataforma de CHAT na web. Agora, este CHAT esta presente também neste aplicativo da Curriculum. Todo usuário que tiver o aplicativo instalado, poderá receber a qualquer momento um solicitação para conversa, como qualquer outro aplicativo de conversas em tempo real.

“O novo aplicativo da Curriculum é como um canivete suíço para quem busca um novo emprego. Bastante completo e com os serviços essenciais para quem está em busca de uma recolocação. Nosso aplicativo é um grande aliado para ajudar nossos candidatos a encontrar um novo emprego, um canivete suíço digital, uma ferramenta que não só exibirá para ele as oportunidades que mais se encaixam com seu perfil como permitirá que ele se mantenha conectado não só com estas oportunidades de emprego, mas também com as empresas que estão contratando. Com o novo aplicativo da Curirculum, mesmo se ele estiver preso no trânsito ou em outras situações em que ele só dispõe do celular para acessar a rede ele não só fica ciente das oportunidades como pode até mesmo passar por uma entrevista via CHAT, por uma empresa interessada, mesmo estando longe de seu computador pessoal. É o WhatsApp do emprego!”, comenta Marcelo Abrileri, presidente da Curriculum.com.br.

Por todos estes serviços, a Curriculum está chamando este aplicativo de O COMUNICADOR DO EMPREGO.

“A Curriculum foi a primeira empresa de Recolocação, Recrutamento e Seleção Online do mundo a oferecer um Chat entre candidatos e empresas e agora, estamos bastante orgulhosos de conseguir oferecer isso também através de um aplicativo de celular. Esperamos que este novo aplicativo ajude todos nossos candidatos neste momento tão delicado, onde estamos vendo o desemprego crescer dia a dia. E quero ressaltar que ficamos também muito felizes de conseguir estar oferecendo mais este serviço forma gratuita” complementa Abrileri.

“Mas há mais novidades no forno vindo ai e em breve estaremos fazendo mais um importante anúncio, aguardem”, conclui o Presidente da Curriculum.

O CurriculumApp, ou o Comunicador do Emprego, o aplicativo de celular da Curriculum é totalmente gratuito e qualquer usuário do da Curriculum poderá baixa-lo, instalá-lo e utilizá-lo sem custo algum. Àqueles que ainda não são usuários, é necessário apenas fazer o cadastro do currículo, quem também é totalmente gratuíto.

No entanto, a Curriculum oferecer serviços pagos para quem pode investir em seu processo de recolocação profissional. São serviços opcionais e não obrigatórios que tem como objetivo aumentar as chances do candidato ser chamado para uma entrevista presencial e, desta forma, se propõem a reduzir o período do desemprego, o tempo da busca por um novo emprego.

Você poderá saber mais sobre o aplicativo da Curriculum em:

www.curriculum.com.br/curriculumapp

image003

IPO do Facebook

E se o IPO do Facebook de amanhã ficar nos US$ 100 BI o Zuckerberg já terá uma pequena fortuna de US$ 28.4 BI e já será a 8ª pessoa mais rica do mundo, atrás do brasileiro Eike Batista.

Mas uma valorização de apenas 10% nas ações já fará sua fortuna passar da casa dos US$ 30 BI e o colocará em 6ª lugar atrás de Larry Ellison da ORACLE.

Interessante ver também que o Facebook já nascerá maior que o Ebay e o Yahoo! e que com apenas 1% de valorização, já valerá mais que a Amazon.

Eu particularmene acredito que a valorização das ações do Facebook será maior do que 10% e enquanto o crescimento da rede continuar, o valor desta ação continuará a subir. No entanto, se o crescimento do Facebook diminuir ou sofrer algum arranhão, as ações cairão rapidamente e, uma vez que este processo continue elas poderão virar pó na mesma velocidade que nasceram e subiram.

No entanto, por outro lado, uma volorização de 150% (algo nada difícil de acontecer nos próximos meses) fará com o Facebook atinja um valor de mercado de US$ 250 BI, nesta hora o Zuckerberg será dono de uma fortuna de US$ 71 BI o que fará dele o homem mais rico do mundo. E sinceramente, não será nenhuma grande surpresa para mim se até o final deste ano de 2012 ele já não estiver listado como o homem mais rico do mundo.

É, a Internet realmente mudou a cara do nosso mundo e a velocidade com que as coisas acontecem!

Agora é acompanhar e ver o que acontece…

Tributo a Steve Jobs

Morreu a pouco, de um câncer de pâncreas, um dos maiores seres humanos que a humanidade já teve, Steve Jobs.

Steve Jobs nasceu em 24 de fevereiro de 1955 e, aos 56 anos, deixa sua esposa Laurene Powell Jobs e quatro filhos.

Abaixo a página da Apple (www.apple.com) neste momento neste momento: 05/Out/2011 às 9:30 PM

O interessante é que desta vez não estamos falando de um grande líder político ou de um grande líder espiritual, mas de alguém que através de seu gênio criativo e do seu empreendedorismo alterou significativamente a nossa forma de viver e por isso merece ser reconhecido.

E eu nem preciso me referir ao fato dele ter feito a empresa que neste momento é a mais valiosa do mundo (US$ 350 Bi), nem mesmo ao fato dele ter criado o iPad, o iPhone ou o iPod, ou mesmo a Pixar e todo o impacto que todas estas criações causaram nas indústrias do cinema, da música e da telefonia móvel e o quanto tudo isso mudou o nosso mundo, as nossas realidades e impactou as nossas vidas.

Mas eu quero voltar um pouco mais no tempo, e lembrar a todos o que na minha opinião foi a sua principal criação, o Computador Pessoal, que nos foi oferecido em 1976 com o surgimento da Apple.

Neste momento Jobs não criava apenas a Apple, mas criava toda uma indústria, que seria muito mais importante do que qualquer um poderia imaginar naquele momento, a indústria dos micro computadores e da micro informática.

Aqui ele já demonstrava o grande visionário que era, o empreendedor, o gênio, vislumbrando um mundo novo, numa época em havia o forte domínio da IBM.

Sem dúvida esta foi a sua maior criação, sua maior colaboração para a humanidade, pois todos sabemos como a micro informática alterou a nossa realidade e o nosso mundo.

Graças a micro informática outras indústrias surgiram e nasceram, graças a micro informática fortunas foram feitas como a de Bill Gates da Microsoft por exemplo, toda a indústria de software e hardware e todos os seus derivados.

E como se não bastasse, foi ele quem mostrou ao mundo a navegação em janelas e o mouse. Inventos que não foram dele, mas que estavam jogados para escanteio e desvalorizados. Graças à mente visionária de Steve Jobs que eles ganharam visibilidade e foi por suas mãos que o mundo os conheceu. Veja esta apresentação de 1984. Steve já era um grande apresentador e já deixava multidões em frenesi com seus lançamentos:

E muito embora seja fato que a Internet surgiu bem antes da Apple, mas se não fosse Jobs a Internet provavelmente estaria ainda limitada aos militares e às instituições acadêmicas e muito sem graça.

Foi graças a micro informática que nasceu a World Wide Web e a Internet de hoje, que só foi possível graças ao micro computador, às janelas do Macintosh e ao mouse que Steve Jobs trouxe para nós.

Em outras palavras, você não estaria lendo este post aqui no meu blog, se não fosse ele.

Portanto, por mais que você não utilize hoje os produtos da Apple, saiba que Jobs mudou a sua vida.

Já pensou quantos avanços foram possíveis à ciência, graças à micro informática? Já parou para pensar como era o mundo antes dela?

Ninguém melhor do que ele e a Apple para se apoderar do famoso i de inovation (iMac, iPod, iPhone, iPad, iTunes …)

E este sem dúvida foi o grande diferencial de Steve Jobs, fazer com que nós dessemes estes grandes saltos tecnológicos, liderando estes movimentos. Primeiro fez isso quando criou o micro computador, depois quando criou a navegação em janelas e o mouse, depois fez o mesmo no cinema com Toy Story da Pixar, depois fez o mesmo na música com o iPod, depois revolucionou a indústria da telefonia móvel com o iPhone e por fim deu ao mundo um novo e compacto computador com o iPad. Todas estas criações mudaram a nossa realidade, as nossas vidas e o mundo.

É muito interessante verm como os movimentos de Steve Jobs realmente faziam história, tal qual quando apresentou ao mundo o iPhone numa apresentação impecável num dos grandes momentos que Jobs nos deu:

Eu particularmente tenho que agradecer muito a ele, não só por tudo o que ele fez à humanidade, da qual eu faço parte, mas pelo fato de que meu primeiro computador foi um Apple e se não fosse isso, eu provavelmente não estaria aqui hoje, pois não teria aprendido informática tão jovem e como já disse, nem tão pouco teríamos tido a Internet como ela é hoje.

Graças a este meu primeiro Apple eu ingressei no mundo da informática, me tornei um dos primeiros provedores de acesso à Internet no Brasil, e tenho trabalhado com Informática e Internet desde então. Se não fosse isso, a Curriculum não existira e quantas vidas não foram alteradas através das pessoas que arrumaram empregos através da Curriculum? Nem tão pouco haveria o site do AmigoSecreto que muito embora administra apenas uma brincadeira, também altera a vida das pessoas e, assim como estes meus sites, quanta coisa hoje existe graças a micro informática que Jobs criou.

O que falar agora, neste momento em que perdemos este gênio que alterou tanto a nossa realidade e melhorou tanto o mundo em que vivemos?

Confesso que para mim é muito ruim imaginar o mundo sem a figura de Steve Jobs. Para mim hoje é um momento muito triste e que emociona.

A Apple perdeu seu primeiro homem, o mais importante funcionário, um excelente orador e o um dos melhores homem de marketing que já vimos.

Mas o mundo perdeu hoje um dos maiores gênio da nossa humanidade, um dos maiores e brilhante inventor, que não apenas inventava mas unia tecnologia à arte e criava produtos excepcionais que ralmente mudaram as nossas vidas.

Obrigado Steve Jobs, obrigado por tudo, sem dúvida seu legado será muito difícil de ser esquecido.

Abaixo, outra página que a Apple  neste momento oferece como tributo ao seu grande líder e inspirador  (www.apple.com/stevejobs)

A Apple perdeu um visionário e génio criativo e o mundo perdeu um ser humano incrível.

Aqueles que denre nós tiveram o privilégio de ter conhecido e trablhado com Steve perderam um grande amigo e um mentor inspirador. Steve deixa para trás uma empresa que só ele poderia ter construído, e seu espírito estará sempre nas fundações da Apple.

Se você desejar compartilhar seus pensamentos, lembranças e condolências, envie um email rememberingsteve@apple.com

É realmente impressionante pensar que ele nos deixou e percebo que este sentimento é compartilhado por todos e o mundo todo reverencia e dá adeus à Steve Jobs.

Veja como está a pagina do Google agora:

Mas nada melhor para relembrar um pouco mais sobre quem foi Steve Jobs, conhecer mais detalhes da sua vida, tomar contato sobre as dificuldades que ele venceu para fazer tudo o que fez, e até mesmo sobre o início da sua doença, do que o lindo discurso que ele proferiu aos formandos da Universidade de Stanford, com legendas em Português:

E para mim, uma das frases mais marcantes deste discurso:

“Você não consegue ligar os pontos olhando pra frente; você só consegue ligá-los olhando pra trás. Então você tem que confiar que os pontos se ligarão algum dia no futuro. Você tem que confiar em algo – seu instinto, destino, vida, carma, o que for. Esta abordagem nunca me desapontou, e fez toda diferença na minha vida.”

Termino compartilhando alguns pensamentos e fatos interessantes…

E pensar que ele morreu sem sequer conhecer seus pais biológicos, muito embora a pouco tempo o seu pai biológico tenha aparecido e manifestado o desejo de conhecê-lo pessoalmente.

O pai biológico de Steve Jobs é  Abdul Fatah John Jandali, hoje com 80 anos e é de origem síria. Ele e a mãe natural de Steve, Joanne Schieble, eram estudantes quando Jobs nasceu em 1955 e o deixaram para adoção. Jobs foi criado por Paul e Clara Jobs.

Em agosto deste ano, em entrevista ao jornal The New York Post, o pai de Steve manifestou a vontade de rever o filho, imortalizado como uma das grandes personalidades deste século. Jobs foi dado para adoção depois que Jandali engravidou Joanne Simpson, já que o pai dela vetou o casamento dos dois. Na entrevista concedida pelo pai biológico de Steve Jobs dias depois da renúncia dele ao cargo de CEO da Apple, Jandali disse que tentou entrar em contato com o filho apenas uma vez, por email, no dia do anivesário do executivo, após descobrir que era seu pai.

“Eu tenho esperança de que ele chegue a mim antes que seja tarde demais. Mesmo que seja só para tomar um café, apenas uma vez, me faria um homem feliz” disse Jandali e não escondeu a frustração por não ter participado da “incrível jornada” do filho, que se tornou uma das principais referências do planeta em tecnologia e inovação.

Em setembro agora, no mês passado, John Jandali disse ao “Reno Gazette-Journal” ter se arrependido da entrevista dada ao tabloide inglês. Ele também afirmou que, quando soube que Jobs tinha um câncer no pâncreas, enviou seu histórico médico na esperança de poder ajudar o filho.

Jobs não se pronunciou sobre o pedido público do pai biológico e os dois nunca se conheceram.

Triste…

Fico imaginando também como deve estar John Sculley, aquele executivo que era da Pepsi, contratado pelo próprio Steve e convencido a vir para a Apple com a famosa frase “Você quer passar o resto de sua vida vendendo água com açúcar ou quer ter a chance de mudar o mundo?’ e os outros que demitiram Steve Jobs e levaram a Apple quase à falência. Já imaginou como eles devem estar? Diria que esses caras já tem um “Karma” para cumprir ainda em vida, não é mesmo?

É , Jobs sempre quis mudar o mundo, e conseguiu.

E para concluir, um paralelo interessante: Steve Jobs nasceu no dia  24 de Fevereiro de 1955 e era de Peixes, assim como eu, que nasci no dia 27 de Fevereiro, 10 anos depois. Sinto um certo orgulho disso.

 

Obrigado

Adeus

Descanse em paz

Steve Jobs

Fev/1955 – Out/2011

 

O impacto da nova Timeline do Facebook

Há cerca de uma semana, escrevi um artigo sobre a influência das mídias sociais e mais especificamente do Facebook em nossas vidas, especialmente durante o horário de trabalho, e falei sobre algumas maneiras de lidar com isso.

E não é que menos de uma semana depois, estamos sendo surpreendidos com um novo e revolucionário lançamento totalmente alinhado com esse tema. O mundo presenciou ontem alguns novos lançamentos do Facebook e, dentre eles, um novo (e que promete ser revolucionário) conceito, a Timeline, quem no nosso bom e velho português significa Linha do Tempo, sobre a qual irei falar mais a frente.

Tudo está sendo empacotado no que eles chamam da versão 8 do Facebook, ou f8, e deverá estar disponível em menos de um mês para todos os usuários.

Mas antes de falar desta que promete ser uma revolução, a Timeline do Facebook, e sobre as outras coisas que o Zuckeberg andou preparando para nós, vou dar alguns passos para trás e me permitir uma breve análise do momento em que a espécie humana se encontra.

Muitas vezes ouço alguém malhando nosso novo momento de vida, em que a Internet vem roubando nossa atenção, tomando nosso tempo e levando para lá boa parte das nossas vidas.

Muitos apedrejam este momento atual, dizendo que estamos criando uma sociedade de alienados, de seres superficiais e não pensantes, afinal, não precisam ir mais pesquisar pela informação como antes em bibliotecas e livros, além de estarmos criando também uma sociedade problemática em relacionamentos, porque agora esses relacionamentos acontecem por meio de uma tela de computador.

Será mesmo?

Pra mim, quem fala mal das novidades no mundo moderno, ou não se adequou bem a elas e tem dificuldades de interação com as novas tecnologias ou porque um costume antigo ou algo muito prezado por estas pessoas corre o risco de desaparecer, e por isso, acaba querendo tirar a importância dessas novidades e deseja minimizá-las. Mas eu compreendo totalmente essas pessoas e não as condeno, afinal a mudança não é algo agradável para ninguém pois nos tira da nossa zona de conforto.

Quem é mais velho comenta que, quando surgiu a calculadora, muitos disseram que os filhos iriam ficar burros, porque não iriam mais saber fazer conta de cabeça. Isso aconteceu? Sem dúvida exercitar o cérebro é importante. Mas alguém duvida que o mundo moderno está fazendo com que exercitemos menos os nossos cérebros? Lógico que não! O fato é que o exercício agora é feito com outras coisas, tal qual na época da calculadora deixamos de fazer contas de cabeça, mas usamos nossos cérebros para outras coisas que aparecem quando você não precisa mais gastar seus neurônios fazendo conta de cabeça. O mesmo acontece com as novidades que a Internet traz.

Eu sinceramente não concordo com a maior parte das coisas que falam sobre a Internet e sobre esse nosso novo momento. Ao contrário, acho que todas essas novidades estão apenas expondo os problemas que antes já existiam, além de, em muitos casos, ajudarem na solução destes problemas.

Eu me lembro, quando era jovem, de quantos colegas de classe que não faziam o trabalho de escola, mas copiavam de outros, de outra turma ou do irmão mais velho que já tinha feito o ano anterior. Ou seja, o jovem de hoje é o mesmo de ontem, com os mesmos vícios e vontades. A diferença é que agora ele consegue fazer isso mais rapidamente com a Internet.

No entanto sempre houve aqueles que realmente se debruçavam no assunto, gastavam tempo e faziam o trabalho. Concordam comigo que o tempo que este bom aluno despendia antes com procuras em bibliotecas (sem contar a locomoção), em livros e índices ficou hoje muito mais otimizado, e ele pode economizar muito este tempo de procura e ir direto ao assunto, investindo seu tempo no que realmente tem valor?

Sem contar que, pela Internet, ele corre muito menos risco de encontrar informação desatualizada. Ou você acha que nas Barsas e Miradores do passado a informação era impecável? De forma alguma! Continham muito mais erros que na Wikipedia de hoje, onde todo mundo vê e corrige o tempo todo e instantaneamente.

E mais, hoje ele não pesquisa num lugar só apenas, mas em vários, e pode comparar o que foi dito entre várias fontes, sendo que dentre estas ele encontra não somente textos, mas às vezes vídeos, apresentações, infográficos e várias outras formas de absorver a informação. Então, para quem realmente está interessado em aprender, será o mundo atual pior? Sem dúvida que não.

Já para quem não quer aprender, copiou do colega ou do irmão mais velho no passado e vai copiar da Internet hoje, nada mudou para este.

E no que diz respeito ao relacionamento humano? Será que a Internet está dificultando ou complicando este ponto? Do meu ponto de vista, também não. E novamente digo, ao contrário, que está ajudando. Quando era criança, tinha alguns amigos que viviam enfiados dentro de casa, grudados na televisão, com sérios problemas de relacionamento. Naquela época, eles não tinham outra forma de se relacionarem, senão na presença das demais pessoas. Hoje percebo que essas pessoas continuam existindo. Preferem ficar reclusas, mas diferentemente de antes, agora se relacionam muito mais por mídias sociais, blogs, MSN, SMS e várias outras formas de comunicação que o mundo moderno trouxe. Já os que gostam de se relacionar, relacionam-se muito bem pelas novas mídias, sem deixar de se relacionar ao vivo e em cores.

Há pouco tempo os pais sequer sabiam o que seus filhos faziam. Agora, pelo menos, Orkuts e Facebooks da vida mostram o que eles gostam, com quem andam e como gastam seu tempo.

Em resumo, as novidades que a Internet anda nos trazendo apenas têm melhorado o que já era bom e explicitando o que não era. Ela age como uma lente de aumento da realidade, deixando mais visível o que já estava lá, pois agora tudo fica muito mais evidente, e por isso causa a impressão de que há mais problemas. Mas a verdade é que esses problemas sempre existiram, sempre estiveram aí, só que antes não eram tão percebidos como hoje. E, sendo evidentes os problemas, ficam mais difíceis de serem ignorados. Havendo a consciência sobre eles, fica mais fácil de serem tratados e solucionados.

E ainda quero fazer um comentário final sobre todas essas novas e várias formas de comunicação às quais a humanidade está exposta hoje. Se olharmos para trás, nos momentos onde a humanidade vivia isolada, em feudos e com pouca comunicação, percebemos a lentidão do progresso e da evolução da raça humana. Já com a intensificação dos relacionamentos e da comunicação, o progresso humano ganhou uma velocidade nunca antes vista. As ideias precisam ser trocadas, comunicadas, vistas e revisitadas.

A comunicação gera troca de experiências e ideias, e isso é fundamental para o desenvolvimento humano. Muitas vezes, somente quando se toma conhecimento da experiência do outro é que você acaba tendo uma nova ideia, compreendendo um assunto que estava mal compreendido e produzindo algo novo. Ao compartilhar esta novidade, outra pessoa terá outra ideia, aumentará seu conhecimento e, da mesma forma, dará um novo passo na vida, e isso continua sucessivamente.

Muitas vezes, pequenas ideias, depois de compartilhadas, tornam-se grandes ideias e ajudam toda a humanidade, algo que não aconteceria se não tivesse sido compartilhada. Ou seja, nós ajudamos os outros a andar e os outros nos ajudam a andar, e é esta troca de informação que faz com que a humanidade caminhe e, quanto mais rápido isso acontecer, mais rápido caminharemos.

E sem dúvida, hoje, a principal ferramenta que permite essa troca de experiências é o Facebook, onde  as pessoas já podem compartilhar o que desejam, acompanhar o que outros escrevem, curtir, recompartilhar, dentre outras coisas. E se tudo isso já é bem legal, a nova versão do Facebook promete turbinar ainda mais esta interação e troca de experiências.

Ontem foi anunciada a nova versão do Facebook, chamada f8. A partir dela, você vai poder dizer de uma maneira mais agradável e fácil o que está lendo, assistindo, comendo, fazendo, ouvindo e qualquer outra coisa do gênero.

Com estas novas ferramentas, o Facebook agrega vários outros serviços já conhecidos por nós, tais como o Twitter, Foursquare, Gowalla, Tunerfish, dentre vários outros aplicativos similares, com a vantagem de que agora você tem todos seus amigos reunidos numa mesma plataforma. Isso certamente fará com que muito mais pessoas, por exemplo, compartilhem o livro que estão lendo e recebam opiniões de outros amigos e conhecidos que já leram o mesmo livro. A mesma coisa se aplica a filmes, músicas, shows, restaurantes, vinhos e vários outros momentos da vida.

Você não gosta de se expor? Tudo bem, não comente nada, mas muito provavelmente vai gostar de saber o que seus amigos estão fazendo, então, a novidade está valendo também pra você.

Já sobre a Timeline, ela não é nada além de uma forma de organizar suas informações no tempo, sejam fotos, posts, artigos, momentos de vida, ainda com a possibilidade de mesclar sua Timeline com a de seus amigos, gerando um grande cadastro de informações organizadas sobre sua vida. No entanto, isso embora simples, é algo realmente grandioso quando pensamos que ocorre numa plataforma onde se encontram quase 15% de todas as pessoas do mundo.

Eu já até vejo muitas pessoas arrumando seus passados na Timeline do Facebook, colocando fotos de quando eram crianças, momentos importantes como a formatura, o casamento, o nascimento dos filhos, a compra do primeiro carro, do primeiro imóvel, as viagens, enfim, muitos irão armazenar suas vidas lá e, nisso, sem dúvida, encontrarão outras pessoas que viveram os mesmos momentos e que poderão compartilhar outras fotos. Afinal, quem já não foi à casa da avó, da mãe, dos tios ou mesmo de amigos, viu fotos antigas e curtiu fazer isso? Pois agora isso será mais fácil acontecer e acontecerá muito mais vezes.

Sem contar que agora, como a Timeline do Facebook, muitos vão poder contar partes das suas vidas no trabalho e em outros lugares para colegas e amigos, de uma forma muito mais rica e interessante.

Mas vejo também muitos relutando em fazer isso. No entanto, depois de um tempo, quando perceberem que todo mundo aderiu à onda, acabarão aderindo também. Nessa hora, até mesmo os mais relutantes também se renderão ao movimento. Isso é sempre assim. Mas sempre haverá aqueles teimosos, que não darão o braço a torcer. Fazer o quê? Azar o deles. O fato é que, nessa hora, teremos realmente muita gente com suas vidas lá no Facebook, e isso será muito interessante.

Por falar em fotos, não sei se você sabia, mas o Facebook já é o maior repositório de fotos do mundo, muito maior do que o Flickr. O Facebook tem algo como 140 bilhões de fotos armazenadas, ou seja, 10 mil vezes mais que a quantidade de fotos da Biblioteca do Congresso nos EUA, tida como o maior acervo de fotos impressas do mundo.

O gráfico abaixo ajuda a compreender melhor isso:

De acordo com o site 1000memories, foram tirados mais de 3,5 trilhões de fotos ao longo dos 200 anos de história da fotografia. Se isso realmente procede, o Facebook armazena mais de 140 bilhões delas, o que significa cerca de 4% de todas as fotos tiradas até hoje no mundo. Uma marca realmente expressiva.

No entanto, agora com a Timeline, tudo indica que esta marca irá crescer ainda mais, e a casa do bilhão vai ficar pequena, pois alguém duvida que todo mundo vai encher seu perfil com fotos que até então não havia colocado?

Mas perceba uma coisa. No início, todo mundo vai colocar as fotos que tem em mãos, aquelas que você lembra, e organizar seu passado. Mas muita coisa passou desapercebida, e você já perdeu o registro de muitas coisas. Porém, perceba que agora, com a Timeline, que irá armazenar tudo o que você faz, todas suas interações, você construirá um histórico da sua vida e poderá, no futuro, olhar para trás e rever o que disse, o que postou, o que curtiu, as fotos que tirou, tudo arrumado na linha do tempo. Sem dúvida será muito interessante olhar para o passado desta forma tão rica.

E além de olhar e analisar seu passado, poderá também olhar e ver o passado da vida de todos os seus amigos e parentes. É como uma enorme agenda multimídia viva. Já imaginou como isso será interessante?

Com toda certeza, esse é um serviço que trará outras derivações, que agora sequer somos capazes de perceber.

A Timeline não é apenas mais um novo serviço do Facebook. É um serviço que certamente irá mudar a nossa realidade e a forma da humanidade se relacionar.

Toda essa forma de se expor pode (e com certeza vai) impactar na hora de conseguir um novo emprego. O novo Facebook será um prato cheio para selecionadores de RH, pois será uma forma de eles conhecerem mais sobre o candidato que se apresenta. Portanto, não se esqueça disso na hora de fazer seus registros. Lembre que expor a sua vida pode trazer benefícios, mas pode divulgar aspectos que talvez fosse melhor que ficassem menos explícitos.

Mas compartilhar o que estou fazendo, acompanhar o que todos os meus amigos estão fazendo, acessar o meu passado, o passado dos meus amigos, interagir com tudo isso, acompanhar as notícias do dia a dia, ufa…

Talvez diga:

– Nossa, tudo isso não é informação demais?

Sim, claro que é! Mas como já dizia a minha avó, o que são umas gotas de água a mais para quem já está inteiro ensopado? Afinal, já não vivemos imersos num mar de informações que mal conseguimos digerir?

Pelo menos, parece que agora todas elas estarão mais organizadas, num Timeline.

Bom proveito.

😉

Será que a Apple vai aprender?


Bem, aqui vou eu fazer mais uma das minhas previsões…

Ah, mas ninguém pode dizer que eu não venho acertando, aliás, foram justamente estas previsões que me motivaram a escrever meus primeiros textos e iniciar meu blog, afinal, meus dois primeiros posts foram exatamente sobre isso.

Meu primeiro post foi em 27 de junho de 2007, quando se começava a falar sobre Ajax e Web 2.0. Escrevi um artigo explicando mais sobre estas tecnologias e as tendências que elas trariam. Previ que o Google lançaria um sistema operacional (http://www.marcelo.com.br/o-que-afinal-e-a-web-20).  Muitos me criticaram na época, mas eu acertei:
🙂
http://bit.ly/OS_Google

O segundo artigo foi em 6 de julho do mesmo ano, no auge da febre do Second Life, quando ele era capa de todas as revistas semanais e estava sendo apoiado fortemente por empresas como Del, Sun e IBM, dentre outras que investiram nele. Em meu artigo, eu disse que o Second Life não se sustentava e que não sobreviveria (http://www.marcelo.com.br/a-realidade-do-second-life). Da mesma forma, fui criticado por vários, mas acertei novamente.
🙂

http://info.abril.com.br/professional/redes-sociais/second-life-fecha-as-portas-no-brasil.shtml

Bem, agora vou dar novamente mais um dos meus “pitacos” nesse exercício de futurologia.

Sem dúvida, você deve estar acompanhando como a plataforma dos tablets vem crescendo, certo?

Não sei se você já sabe, mas hoje a Apple detém 85% deste mercado, enquanto os 15% restantes são divididos entre os seus concorrentes, como o Galaxy Tab da Samsung, o Optimus Tab da LG, o PlayBook da RIM, o TouchPad da HP e o Xoom da Motorola.

Muito embora a Apple continue reinando com a maior fatia deste mercado, todos estes seus concorrentes vêm trazendo muitos atrativos que a Apple (leia Sr. Steve Jobs) teimosamente continua sem implementar em seus tablets, tais como a oportunidade de sintonizar TV digital em alta definição, uma conexão USB, a facilidade de subir e baixar arquivos sem a necessidade de um aplicativo próprio, como o iTunes, câmeras com alta definição e um browser que compreende Flash.

Além disso, o Android 3.0 Honeycomb já é um sistema operacional totalmente desenvolvido para tablets, e a maioria dos concorrentes da Apple já o estão utilizando.

Com se tudo isso não bastasse, a Motorola vem agora e lança o Atrix 4G, um dos mais robustos smartphones já vistos e com acessórios que transformam este celular num desktop ou num notebook em segundos. Você conecta seu celular a um LapDock e ele se transforma em um computador. Este pequeno celular da Motorola tem nada menos do que chipset Nvidia Tegra 2 com processador Dual Core de 1 GHz, GPU GeForce, 1 GB de memória RAM, conexão 4G e sistema operacional Android.

http://www.motorola.com/Consumers/US-EN/Consumer-Product-and-Services/Mobile-Phones/Motorola-ATRIX-US-EN

Mas e aí, aonde é que eu estou querendo chegar com tudo isso?

Bem, eu tive meu primeiro computador aos 18 anos (1982) e era um Apple. Naquela época, a Apple era A MARCA para computadores pessoais e o Steve Jobs era O CARA. Bem, aí veio a IBM e lançou o PC, que inicialmente não teve muita popularidade, até que dois movimentos importantes aconteceram. Primeiro, a IBM permitiu que um cara chamado Bill Gates, de uma empresa recém-nascida chamada Microsoft, fizesse um sistema operacional para seus computadores, o DOS. E depois, estes computadores foram largamente produzidos por várias empresas que não eram a IBM, pois a plataforma estava aberta.

Isso criou toda uma indústria de microcomputadores que mudou o mundo, e o Sr. Steve Jobs ficou pra trás, comendo poeira. Ele inventou o microcomputador, mas teimoso como é, negou-se a aceitar as exigências do mercado e permaneceu fechado nas suas ideias. Resultado: a indústria o atropelou e a Apple quase morreu.

Bem, desde o iPod, ele ressuscitou das cinzas e vem crescendo, é fato. A Apple vale hoje muito mais do que a Microsoft e a IBM – US$ 300 bi, US$ 213 bi e US$ 202 bi, respectivamente – e é uma das estrelas do momento.

Mas sinto que se o Sr. Steve Jobs e a Apple não abrirem os olhos para este mercado enorme, que eles mesmos criaram, dos smartphones e tablets, vão novamente ser ultrapassados, comer poeira e correm sério risco de ficarem pra trás, como já ficaram uma vez na história.

Bem, diferentemente dos fatos relacionados ao Second Life e ao sistema operacional do Google, que eu disse que realmente aconteceriam, agora digo que isso só irá acontecer se o Sr. Steve Jobs continuar teimando em não colocar Flash no iPad, nem porta USB,  continuar deixando seu produto preso ao iTunes, além de várias outras coisas que já mencionei acima.

E só pra deixar claro uma coisa, digo isso quando a Apple é eleita a marca mais valiosa do mundo, veja:

 

Então, o que você acha? Será que ele vai se render e ser flexível, ou será que continuará teimando? Eu já tenho a minha opinião, e você?

😉

Bem, façam suas apostas e agora vamos observar e curtir, mas independentemente de quem irá ganhar com toda esta briga, uma coisa é certa, nós ganharemos muito.

🙂

 

O que é o Twitter? (para leigos)

Várias pessoas já me perguntaram sobre o Twitter e, neste fim de semana, provocado pelo assunto de capa da revista Veja São Paulo, que fala dos mais famosos twitteiros do Brasil, outra vez me perguntaram o que é o Twitter. Por isso, resolvi este escrever este post.

Sei que, para aqueles que já utilizam o Twitter, este post não trará nenhuma novidade, mas sei também que para muitos outros, menos conectados às novas tecnologias, ele poderá ser bastante esclarecedor.

Em vez de explicar o que todo mundo sempre diz e que todo mundo tá cansado de saber, “que o Twitter é um microblog onde você posta mensagens de até 140 caracteres e que você pode seguir quem quiser”, estive pensando em fazer algo diferente, uma comparação com algo mais conhecido, pois a linguagem mais técnica muitas vezes parece grego para quem não vive conectado ao mundo da Internet.

Então, a princípio eu diria que o Twitter é como uma estação de rádio. Uma estação de rádio onde você mesmo monta sua própria programação, dependendo de quem você escolhe seguir (acompanhar).

Muito embora haja diferenças, esta analogia é bastante interessante para explicar o Twitter.

A primeira diferença é bastante óbvia, pois o rádio você ouve e o Twitter você lê. Mas em ambos você recebe informação constante. Assim como você ouve a programação de uma estação de rádio, da mesma forma você lê a programação que está passando no seu perfil no Twitter.

No entanto, uma grande diferença entre o rádio e o seu perfil no Twitter é que no Twitter você monta a sua programação de acordo com as pessoas que você quer seguir, onde eles atuarão como se fossem colunistas de um jornal. Com isso, você irá decidir também sobre quais assuntos você receberá informações.

Seu perfil do Twitter é composto por informações que vão sendo colocadas por todas aquelas pessoas que você escolheu seguir. Toda vez que uma destas pessoas que você segue postar (escrever) algo no Twitter dela, isto aparecerá instantaneamente no seu Twitter.

Então, se você escolheu seguir o Paulo Coelho, por exemplo, toda vez que o @paulocoelho escrever alguma coisa no Twitter aparecerá no perfil dele e também no seu, e você ficará sabendo. Ele pode falar simplesmente que está indo dormir, mas pode falar também de algumas novidades sobre o mundo literário. Enfim, se você é fã de Paulo Coelho, de repente é legal segui-lo.

Ou você pode seguir o candidato José Serra, por exemplo, se quiser saber sobre política ou como o candidato pensa. Da mesma forma, toda vez que ele postar alguma coisa no Twitter, aparecerá no seu Twitter. Mas você pode também seguir a famosa atriz Demi Moore, ou Rafinha Bastos do CQC, que tem um perfil bem mais humorístico e posta coisas engraçadas ou pode seguir o Jornal da Globo e ficar por dentro das últimas notícias ou ainda pode seguir a Curriculum e ficar por dentro das vagas e de outros assuntos que estão acontecendo no mercado de Recrutamento Online.

Assim como uma programação de rádio, a programação no Twitter é continua. Os textos vão se sobrepondo: os mais novos estarão sempre em cima e visíveis e os mais antigos vão ficando lá para baixo, lá para trás. Desta forma, vão passando textos de até 140 caracteres de todos aquelas pessoas que você escolheu seguir.

Se você optou em seguir muita gente, vai aparecer muito texto toda hora. Se você optou em seguir apenas meia dúzia de pessoas, provavelmente você verá o mesmo texto por um bom tempo no seu perfil.

Então, escolha aqueles que vão compor a sua programação e “ouça” (leia) a sua e única “estação de rádio” no Twitter.

Outra vantagem do Twitter é que você pode mudar a programação a qualquer momento. Se alguém estiver escrevendo coisas que você não está gostando, você pode dar um “Unfollow” (parar de seguir) nesta pessoa e pronto. Da mesma forma, você pode dar um “Follow”, ou melhor, seguir alguém a qualquer hora, e assim você vai mudando a programação da sua “estação de rádio”.

Mas, diferentemente do rádio, onde você é apenas passivo, no Twitter você pode ser ativo também. Quero dizer, você não precisa apenas “ouvir” (ler) o que os outros estão dizendo, mas você também pode “falar” (escrever) o que você está fazendo, suas ideias, dicas, pensamentos, o que quiser. Poderá também ter seguidores, pessoas que estarão “vendo” (lendo) tudo o que você postar.

No Twitter você monta a sua estação de rádio e faz parte da estação de rádio de outros.

Outra particularidade do Twitter e que também se torna uma de suas grandes forças é que ele é super democrático (se é que esta palavra pode ser utilizada neste contexto). Quero dizer, qualquer um pode “falar” (postar) no Twitter e qualquer um pode “ouvir” (seguir e ler). Lá você pode encontrar pessoas muito famosas, como atores e atrizes brasileiros e internacionais, políticos, comediantes, jogadores de futebol, empresas, mas também pode encontrar seus parentes e amigos. Você acompanha todos ao mesmo tempo.

O que acontece também é que muitas pessoas postam coisas que interessam a muitas outras pessoas e, com isso, acabam tendo muitos seguidores. Aí está uma das grandes forças do Twitter. Se você tiver vários seguidores, muitos estarão lendo tudo o que você postar. Isso é uma grande força de comunicação em massa, pois tudo o que você “fala” (posta) chega “aos ouvidos” de muitas pessoas.

No momento em que estou escrevendo este post, domingo, dia 25 de julho de 2010, o Luciano Huck está com nada menos do mais de 2.089.482 seguidores, o Kaká tem 1.410.783, o Rafinha Bastos, do CQC, está com 943.118, a Ana Hickman está com 267.066 e a Sabrina Sato do Pânico tem 765.861. Isso é uma força de comunicação em massa muito grande, pois quando uma destas pessoas “postam” qualquer coisa, centenas de milhares de pessoas poderão ficar sabendo.

Por isso que o Twitter hoje já faz parte da estratégia de marketing de várias empresas. Na hora em que você tem muitos seguidores, milhares de pessoas ficam sabendo sobre algo instantaneamente. Desta forma uma empresa pode informar sobre seus lançamentos, promoções e novidades.

Lógico que, para que todos fossem impactados, estes precisam ler seus tweets a toda hora, a todo momento, para saber o que todo mundo está falando o tempo todo, mas isso não acontece. Assim como um rádio, ora você está com ele ligado e ouvindo, ora você está com ele desligado. O Twitter é igual. Quando você não está acompanhando, muita coisa passa e você não vê, mas quando você está acompanhando, você está lendo tudo o que é dito por todos aqueles que você segue.

Diferentemente do rádio, no Twitter você pode voltar para trás e ver o que foi dito enquanto você estava “desconectado”. Pode fazer isso com todos aqueles que você segue, ou com um em específico. Por exemplo, quer saber o que a Sabrina Sato andou dizendo nos últimos dias? Vai até o pefil dela e leia todos os Twitters dela, só os dela.

Tem também os perfis fake (falsos), mas é fato que alguns são bem interessantes. Por exemplo, eu sigo @OCriador, um perfil já famoso no Twitter. Não sei quem é, mas ele posta coisas muito engraçadas, se fazendo passar por Deus e dizendo coisas com muito ironia e humor sobre os fatos que estão acontecendo no momento.

Muitos colocam o símbolo # na frente de uma palavra para incentivar outros a espalhar esta palavra. Isto é uma hashtag. Na época da copa do mundo, todo mundo soube do famoso #calabocagalvao, lembra? Muitos, quando escreviam alguma coisa sobre o que estava acontecendo na copa ou até mesmo sobre outro assunto, colocavam a hashtag #calabocagalvao, e isso ficou famoso no mundo todo.

Bem, mas neste caso em específico, houve um aditivo sobre o qual já falei noutro post: http://www.marcelo.com.br/cala-a-boca-galvao-calabocagalvao

Mas nestas horas entra outro componente do Twitter, o RT (que significa retweet). Você pega o que alguém escreveu e “posta” (escreve) a mesma mensagem. Ou seja, é como multiplicar aquela mensagem que você recebeu, enviando para todos que seguem você. Alguns destes podem vir a fazer o mesmo e esta mensagem acaba sendo muito divulgada em segundos.

Você também pode escrever especificamente para uma pessoa, mas deixando esta mensagem visível para todos. Para isso, basta incluir o apelido do perfil dela na mensagem. Por exemplo, se você escrever algo para mim, basta colocar @abrileri que eu vou ficar sabendo. Este post aparecerá no meu Twitter junto com todos os outros, caso você seja uma pessoa que eu sigo. Ou aparecerá separadamente, numa aba específica para administrar as mensagens que foram enviadas especificamente para mim, caso eu não o siga.

Mas você também pode escrever para alguém de forma que ninguém mais veja, só você e o destinatário. Isso se chama DM (Direct Message). Basta você começar a mensagem com a sigla DM, incluindo em seguida o perfil dela no Twitter e pronto. Só ela verá essa mensagem. Mas para que isso seja possível, você deve estar seguindo o destinatário, assim como ele deve estar seguindo você.

Outra forma de você utilizar o Twitter é através de pesquisa. Por exemplo, quer saber o que está sendo dito sobre uma pessoa ou um assunto, vá à pesquisa e digite o assunto, a pessoa, a palavra ou uma frase e veja o que todo mundo está dizendo sobre isso.

Por exemplo, na época do Caso Bruno, eu digitava Bruno, ou Goleiro Bruno, ou Caso Bruno e vinham várias informações. Muitas delas contêm links para a web e aí, eu seguia os links e ficava sabendo as últimas notícias sobre este assunto.

E para terminar, Twitter em Inglês significa aquele som que um passarinho emite, não é necessariamente o cantar do passarinho, mas aquele som menor que ele emite, um chilro ou gorjeio. Provavelmente este nome foi escolhido pela transmitir a idéia de que as mensagens seriam sempre curtas, de até no máximo 140 caracteres. Ou seja, é sempre como um rápido som, algo menor e mais rápido do que o cantar de um pássaro.

Do meu ponto de vista, este foi outro fator fundamental para o sucesso do Twitter, a velocidade e a rapidez com que você toma ciência da informação. No mundo em que vivemos, onde todo mundo tem tão pouco tempo, nada melhor do que ler  textos curtos e rápido sobre alguma coisa.

Enfim, este é o mundo novo do Twitter. Um serviço que começou tímido, incompreendido e enfrentando o descaso de muitos, mas que trazia consigo a força de uma revolução e de uma nova forma de comunicação.

Espero que aqueles que não estão muito familiarizados com Internet e com as terminologias da rede tenham compreendido melhor o que é esta nova e poderosa ferramenta que vem arrebanhando tantas pessoas.

E para aqueles que quiserem me seguir no Twitter: @abrileri

iPhone 4

Hoje foi lançamento oficial do iPhone 4

E não é que o Steve conseguiu revolucionar tudo novamente!

😐

Você já viu o iPhone4?!?!

Ele é realmente uma obra prima.

Veja o vídeo oficial lá no site da Apple:
http://www.apple.com/iphone/design/index.html#design-video

Ou aqui no Youtube:

Se você tiver dificuldade com o Inglês, ai vai um resumo do que ele traz de novo:

  1. 1. Video conferência com duas câmeras, assim você pode filmar algo que está à sua frente ou filmar você mesmo;
  2. 2. Camera com 5 MegaPixel;
  3. 3. Flash de Led (não é lá muito forte, mas já é alguma luz);
  4. 4. Filma em HD (High Definition) com 720 linhas de definição, ah e grava a 30 frames por segundo, é mole?;
  5. 5. Administra diretórios de forma nativa, para armazenar aplicativos;
  6. 6. Ele é muiltitask, processamento paralelo, ou seja, enquanto você está utilizando um aplicativo, pode partir para utilizar outro;
  7. 7. Você pode criar um único inbox para várias contas de email;
  8. 8. O processador A4 é bem mais moderno e menor;
  9. 9. A bateria é maior e bem mais capaz;
  10. 10. A caixa é toda de aço;
  11. 11. E a antena de recepção parece ser melhor também;
  12. 12. O display (que já era um show) tem 4 vezes mais definição;
  13. 13. O display é de um cristal 30 vezes mais forte que o plástico;
  14. 14. E esta display não está só na frente, mas atrás também (acabaram os riscos da parte de trás);
  15. 15. E com tudo isso, ele ainda é mais fino que o iphone  atual;

CARACA

São realmente muitas e significativas mudanças!!!

Fiquei até com dó aqui do meu iPhone 3GS, tadinho.

😐

Bem, agora você já sabe um pouco mais sobre o iPhone 4

E ai, vai comprar um?

😉

Nióbio – AVATAR é aqui!

Há algum tempo, escrevi um post sobre o filme Avatar.

É, eu realmente gostei muito deste filme.

Se você assistiu, lembra-se do motivo que fez com que os humanos fossem lá para Pandora?

Eles estavam atrás do Unobtainium, um metal nobre, raro e muito caro e que em Pandora existia em abundância. A ganância dos humanos por esse material foi tanta que destruíram toda aquela tribo de Navis, para terem acesso a uma enorme jazida deste material, que estava justamente embaixo deles.

Agora, veja só que interessante, neste fim de semana estive num encontro ao qual vou todo ano e tive o prazer de conhecer o Tenente Brigadeiro das nossas Forças do Ar, que nos fez uma longa e muito interessante explanação sobre a Amazônia e suas riquezas.

E nesta apresentação, dentre várias coisas que nos disse sobre a Amazônia, ele falou um pouco sobre o Nióbio e sobre o seu valor. O Nióbio é um supercondutor. Supercondutor é aquele material que conduz tão bem a eletricidade que, por isso, é capaz de fazer coisas bem especiais, dentre elas, por exemplo, aquele trem MagLev que anda flutuando sobre os trilhos e, por isso, é capaz de atingir velocidades de até  700 km/h.

Veja aqui neste vídeo um exemplo do que o Nióbio é capaz de fazer sob temperaturas bem baixas:

Mas o Nióbio não é só um supercondutor. Ele é usado largamente em aços e ligas metálicas de grande rigidez, dureza e estabilidade térmica. É também empregado em cápsulas espaciais, mísseis, foguetes, reatores nucleares, semicondutores e também na produção de aço inoxidável, ligas supercondutoras, cerâmicas eletrônicas, lentes para câmeras e componentes para a indústria naval, além da fabricação de trens-bala, armamentos pesados na indústria aeroespacial, instrumentos cirúrgicos e equipamentos óticos de precisão.

Bem, não preciso nem dizer mais quão importante é o Nióbio, certo?

Mas agora, depois de toda esta introdução sobre este material, é que vem o mais curioso.

Você sabe onde estão as maiores jazidas de Nióbio do mundo?

Aqui, no nosso Brasil, mais especificamente na Amazônia!

Sabia também que, assim como o Nióbio, a Amazônia tem várias outras jazidas de matérias extremamente nobres e importantes para o nosso mundo de hoje, tais como Urânio, Ouro e Estanho?

E por que será que se fala tão pouco sobre isso? Por que será que muita gente nem sabe que temos todo esse tesouro aqui em solo nacional?

Pesquisando pela Internet sobre este assunto, descobri coisas muito estranhas e decidi reunir algumas destas informações aqui e compartilhá-las com você. Vejam só:

1. Sabia que todos os milhares índios de Roraima foram deslocados e ajuntados por ONGs internacionais justamente sobre as maiores jazidas mundiais de Nióbio, Urânio e Ouro existentes, a Raposa-Serra do Sol?

2. Sabia que apesar de haver várias jazidas de vários minerais, dentre eles ouro, o grosso do dinheiro vem mesmo do Nióbio?

3. Sabia também que as jazidas de Nióbio e outros materiais continuam sob o território do nosso vizinho, a Venezuela?

4. Sabia que juntaram também os quatro povos yanomami – que historicamente nunca se deram bem – quase na marra, exatamente sobre uma enorme jazida de estanho (cassiterita), metal estratégico para a Inglaterra?

5. Sabia também que nesta área está a ONG inglesa Surviving, do Príncipe Phillip, o marido da Rainha Elizabeth II?

6. Sabia também que a multinacional Molycorp, a companhia que exporta 95% do Nióbio que é retirado do Brasil (e é a maior exportadora deste metal no mundo) é financiadora dos projetos de cidadania e do Instituto Cidadania e do Fome Zero?

7. Sabia também que, em 2004, o Governo Lula foi o único da América do Sul que assinou o tratado da ONU que aceita que povos indígenas decretem-se nações independentes, desde que tenham apoio internacional?

Tá bom, já falei demais. Tem muito mais coisa rolando por aí, mas não vou me aprofundar mais neste assunto, porque sei que isso é terreno perigoso. Também vale ressaltar que não estou dizendo nada de novo. Tudo o que você leu aqui está espalhado por aí, pela Internet.

Dá pra tirar várias conclusões de tudo isso, né?

Mas a mais rasa de todas elas é que agora, quando você ouvir aquela velha conversa sobre salvar a Amazônia, o pulmão do mundo, não pose mais de inocente nesta história toda, achando que as pessoas estão querendo apenas salvar a nossa floresta e querendo preservar nossa fauna e flora tão rica. Mesmo porque muitos destes lugares que eles estão querendo “salvar” nem sequer florestas são. Isto é, não são mais: agora são cerrado baixo.

Sem dúvida há muitos interesses econômicos e financeiros em tudo isso, e o fato é que só agora eu percebi que há muito mais Avatar rolando aqui do que eu poderia imaginar, debaixo dos nossos narizes, no nosso Brasil!

😐

Nasce o Bing.com! Enquanto isso, a Google prepara seu “Wave”

Hoje sem dúvida é um dia muito importante para a web, nasceu o Bing (http://www.bing.com), o novo search engine (buscador) da Microsoft, que vem para concorrer com o Google.

 

Minhas primeiras impressões foram as melhores possíveis. Muito rápido e assertivo. Sem dúvida já tomou um lugar na minha mente na hora em que eu pensar em buscar algo na web.

 

A proposta do Bing não é apenas ser um  buscador, mas um serviço que ajudará na tomada de decisão, tipo:

 

·         Quer saber onde comer?

·         O melhor preço de algum produto?

·         Onde encontrá-lo?

 

Enfim… o Bing parece que será uma união de Google + Mercado Livre + Buscapé + Outros…

 

É uma proposta audaciosa. Agora vamos acompanhar e ver se pega.

 

Mas enquanto a Microsoft lança o Bing, do outro lado, a Google apresentou na semana passada seu novo serviço que pretende substituir não só os atuais correios eletrônicos, mas também quase todas as outras formas de comunicação online.

 

O Google Wave, um serviço que tem como objetivo mudar forma como usamos e-mails e todas as formas de comunicação na web (o que poderá vir a ser um grande golpe no Outlook e Messenger da Microsoft).

 

 

O “Google Wave” combina e-mail, chat, troca de fotos e vídeos, feeds e muitos mais em um mesmo ambiente colaborativo. Aliás, o ambiente colaborativo é um dos principais pontos fortes do serviço, pois a interatividade que o Google Wave oferece é algo nunca visto na web.

 

No novo produto, uma “wave” (onda) inclui lado a lado partes de “conversas” e documentos, permitindo que as pessoas se comuniquem e interajam enquanto trocam arquivos como textos, fotos, vídeos, mapas, etc. Tudo no mesmo ambiente.

 

A idéia por trás do Wave é unificar todos esses modelos em um contínuo, da forma mais simples possível; e tirar proveito das atuais capacidades dos computadores (e da web), em vez de imitar as formas não-eletrônicas.

 

Mas como funciona? O primeiro passo é criar uma “Wave” e convidar pessoas para participarem dela. Todos que estão na mesma “onda” podem incluir textos, fotos, wikis, links, etc. Cada item da “onda” pode ser comentado ou editado e as modificações são vistas por todos em tempo real. Segundo o Google, a latência é medida em poucos milissegundos. E se você perde alguma parte da conversa, é possível reprisar todo o processo, para entender como ele evoluiu.

 

O Google Wave só deverá estar disponível para o público em alguns meses. Se você quiser ser avisado sobre o lançamento, basta se inscrever em http://wave.google.com, onde tem um vídeo que vale a pena ser visto (se você tiver tempo).

Curriculum Busca: conseqüência da evolução tecnológica


Em fevereiro de 1946 surge o primeiro computador, o Eniac. Seu surgimento não ocorreu no ambiente empresarial, mas no meio acadêmico, mais precisamente na Universidade da Pensilvânia.

No entanto, nos anos 60 e 70, o poder do processamento e da informática chegava às empresas, que por sua vez começam a processar dados e informações em mainframes.

Esta foi a Era IBM.

Já nas décadas de 80 e 90, vimos o poder do processamento ir além do núcleo das empresas, invadindo as estações de trabalho de cada funcionário com micro-computadores, oferecendo a eles mais desempenho na produção de textos com editores de texto e velocidade em números com planilhas eletrônicas. Ao mesmo tempo, os micro-computadores chegavam também aos lares das pessoas.

Esta foi a Era Microsoft.

No início dos anos 90, Tim Barners Lee cria o protocolo HTTP e a linguagem HTML. Com isso, Marc Andersen cria o Netscape. Está criada a World Wide Web, que é o lado colorido e interativo da Internet.

Como conseqüência, explode a difusão do uso da Internet. Paralelamente assistimos a uma enorme expansão da utilização da micro-informática, com os computadores chegando aos lares das pessoas. Com tudo isso, o início do século XXI é marcado pela inclusão digital e o poder do processamento ao alcance dos cidadãos comuns.

Esta é a Era Google.

Uma vez que o poder de processamento estava disseminado entre as pessoas comuns, ocorre uma verdadeira revolução. Alguns cidadãos, até então apenas consumidores passivos, tornam-se ativos, produtores de conteúdo. Com isso nascem os blogs e as Wikipedias.

Esta é a Era Web 2.0.

No entanto, todas estas inovações trouxeram para todos nós um momento único, em que tanto as empresas quanto as pessoas estão agora interligadas, tendo ao seu alcance o poder do processamento, podendo gerar conteúdo.

Portanto, como última etapa deste processo, agora todos os cidadãos podem gerar e divulgar via web o conteúdo que considero o mais importante para cada ser humano: seu próprio currículo.

Além de serem gerados, agora estes currículos podem ser propagados eletronicamente para as empresas através de um sistema que, com uma interface simples, faz com que sejam encontrados da mesma forma com que o Google nos oferece páginas da web: o Curriculum Busca.

Por toda sua história focada no currículo, por continuar desenvolvendo sistemas que administram currículos por mais de 8 anos, por seu modelo de negócio baseado na gratuidade do cadastramento do currículo e da vaga e, principalmente, pelo contínuo reconhecimento do mercado, a Curriculum.com.br estruturou-se de forma inigualável para poder oferecer agora esta ferramenta ímpar.

De maneira simples e rápida, o Curriculum Busca encontra e organiza currículos, exibindo-os em seus resultados conforme sua relevância, como nenhuma ferramenta jamais fez.

Assim como o Google identifica e organiza as páginas web de maneira inteligente para que rapidamente possamos encontrar o que procuramos na Internet, o Curriculum Busca faz o mesmo, porém com outro item: o currículo.

Durante 8 anos a Curriculum.com.br reúne e organiza currículos de forma inteligente para agora oferecer às empresas toda esta grande base, acessível por meio de uma interface tão simples e fácil de ser utilizada como a do próprio Google.

Se no Google você encontra páginas web, no Curriclum Busca você encontra currículos.

Enquanto sabemos que toda empresa, por menor que seja, em algum momento irá contratar do outro lado, todas as pessoas também irão, em algum momento da sua vida, pensar em sua carreira e procurar um emprego.

O Curriculum Busca veio para facilitar o encontro entre o candidato e a empresa.

O Dicionário Merriam-Webster Online já aponta “Google” como uma palavra do vocabulário inglês, que significa “buscar/procurar na Internet”. Então não é errado dizer que:

Enquanto pessoas buscam empresas no Google, empresas googlam pessoas no Busca.

O verbo “to google”, já incluído no dicionário mencionado, equivale a “googlar” numa adaptação coloquial em português. Tomei então a liberdade de fazer uma brincadeira com esta nova palavra, que significa “procurar na Internet”.

Marcelo Abrileri no lançamento oficial do Curriculum Busca no dia 7 de Novembro de 2007.