Arquivos da categoria: Tributo

Tributo a Steve Jobs

Morreu a pouco, de um câncer de pâncreas, um dos maiores seres humanos que a humanidade já teve, Steve Jobs.

Steve Jobs nasceu em 24 de fevereiro de 1955 e, aos 56 anos, deixa sua esposa Laurene Powell Jobs e quatro filhos.

Abaixo a página da Apple (www.apple.com) neste momento neste momento: 05/Out/2011 às 9:30 PM

O interessante é que desta vez não estamos falando de um grande líder político ou de um grande líder espiritual, mas de alguém que através de seu gênio criativo e do seu empreendedorismo alterou significativamente a nossa forma de viver e por isso merece ser reconhecido.

E eu nem preciso me referir ao fato dele ter feito a empresa que neste momento é a mais valiosa do mundo (US$ 350 Bi), nem mesmo ao fato dele ter criado o iPad, o iPhone ou o iPod, ou mesmo a Pixar e todo o impacto que todas estas criações causaram nas indústrias do cinema, da música e da telefonia móvel e o quanto tudo isso mudou o nosso mundo, as nossas realidades e impactou as nossas vidas.

Mas eu quero voltar um pouco mais no tempo, e lembrar a todos o que na minha opinião foi a sua principal criação, o Computador Pessoal, que nos foi oferecido em 1976 com o surgimento da Apple.

Neste momento Jobs não criava apenas a Apple, mas criava toda uma indústria, que seria muito mais importante do que qualquer um poderia imaginar naquele momento, a indústria dos micro computadores e da micro informática.

Aqui ele já demonstrava o grande visionário que era, o empreendedor, o gênio, vislumbrando um mundo novo, numa época em havia o forte domínio da IBM.

Sem dúvida esta foi a sua maior criação, sua maior colaboração para a humanidade, pois todos sabemos como a micro informática alterou a nossa realidade e o nosso mundo.

Graças a micro informática outras indústrias surgiram e nasceram, graças a micro informática fortunas foram feitas como a de Bill Gates da Microsoft por exemplo, toda a indústria de software e hardware e todos os seus derivados.

E como se não bastasse, foi ele quem mostrou ao mundo a navegação em janelas e o mouse. Inventos que não foram dele, mas que estavam jogados para escanteio e desvalorizados. Graças à mente visionária de Steve Jobs que eles ganharam visibilidade e foi por suas mãos que o mundo os conheceu. Veja esta apresentação de 1984. Steve já era um grande apresentador e já deixava multidões em frenesi com seus lançamentos:

E muito embora seja fato que a Internet surgiu bem antes da Apple, mas se não fosse Jobs a Internet provavelmente estaria ainda limitada aos militares e às instituições acadêmicas e muito sem graça.

Foi graças a micro informática que nasceu a World Wide Web e a Internet de hoje, que só foi possível graças ao micro computador, às janelas do Macintosh e ao mouse que Steve Jobs trouxe para nós.

Em outras palavras, você não estaria lendo este post aqui no meu blog, se não fosse ele.

Portanto, por mais que você não utilize hoje os produtos da Apple, saiba que Jobs mudou a sua vida.

Já pensou quantos avanços foram possíveis à ciência, graças à micro informática? Já parou para pensar como era o mundo antes dela?

Ninguém melhor do que ele e a Apple para se apoderar do famoso i de inovation (iMac, iPod, iPhone, iPad, iTunes …)

E este sem dúvida foi o grande diferencial de Steve Jobs, fazer com que nós dessemes estes grandes saltos tecnológicos, liderando estes movimentos. Primeiro fez isso quando criou o micro computador, depois quando criou a navegação em janelas e o mouse, depois fez o mesmo no cinema com Toy Story da Pixar, depois fez o mesmo na música com o iPod, depois revolucionou a indústria da telefonia móvel com o iPhone e por fim deu ao mundo um novo e compacto computador com o iPad. Todas estas criações mudaram a nossa realidade, as nossas vidas e o mundo.

É muito interessante verm como os movimentos de Steve Jobs realmente faziam história, tal qual quando apresentou ao mundo o iPhone numa apresentação impecável num dos grandes momentos que Jobs nos deu:

Eu particularmente tenho que agradecer muito a ele, não só por tudo o que ele fez à humanidade, da qual eu faço parte, mas pelo fato de que meu primeiro computador foi um Apple e se não fosse isso, eu provavelmente não estaria aqui hoje, pois não teria aprendido informática tão jovem e como já disse, nem tão pouco teríamos tido a Internet como ela é hoje.

Graças a este meu primeiro Apple eu ingressei no mundo da informática, me tornei um dos primeiros provedores de acesso à Internet no Brasil, e tenho trabalhado com Informática e Internet desde então. Se não fosse isso, a Curriculum não existira e quantas vidas não foram alteradas através das pessoas que arrumaram empregos através da Curriculum? Nem tão pouco haveria o site do AmigoSecreto que muito embora administra apenas uma brincadeira, também altera a vida das pessoas e, assim como estes meus sites, quanta coisa hoje existe graças a micro informática que Jobs criou.

O que falar agora, neste momento em que perdemos este gênio que alterou tanto a nossa realidade e melhorou tanto o mundo em que vivemos?

Confesso que para mim é muito ruim imaginar o mundo sem a figura de Steve Jobs. Para mim hoje é um momento muito triste e que emociona.

A Apple perdeu seu primeiro homem, o mais importante funcionário, um excelente orador e o um dos melhores homem de marketing que já vimos.

Mas o mundo perdeu hoje um dos maiores gênio da nossa humanidade, um dos maiores e brilhante inventor, que não apenas inventava mas unia tecnologia à arte e criava produtos excepcionais que ralmente mudaram as nossas vidas.

Obrigado Steve Jobs, obrigado por tudo, sem dúvida seu legado será muito difícil de ser esquecido.

Abaixo, outra página que a Apple  neste momento oferece como tributo ao seu grande líder e inspirador  (www.apple.com/stevejobs)

A Apple perdeu um visionário e génio criativo e o mundo perdeu um ser humano incrível.

Aqueles que denre nós tiveram o privilégio de ter conhecido e trablhado com Steve perderam um grande amigo e um mentor inspirador. Steve deixa para trás uma empresa que só ele poderia ter construído, e seu espírito estará sempre nas fundações da Apple.

Se você desejar compartilhar seus pensamentos, lembranças e condolências, envie um email rememberingsteve@apple.com

É realmente impressionante pensar que ele nos deixou e percebo que este sentimento é compartilhado por todos e o mundo todo reverencia e dá adeus à Steve Jobs.

Veja como está a pagina do Google agora:

Mas nada melhor para relembrar um pouco mais sobre quem foi Steve Jobs, conhecer mais detalhes da sua vida, tomar contato sobre as dificuldades que ele venceu para fazer tudo o que fez, e até mesmo sobre o início da sua doença, do que o lindo discurso que ele proferiu aos formandos da Universidade de Stanford, com legendas em Português:

E para mim, uma das frases mais marcantes deste discurso:

“Você não consegue ligar os pontos olhando pra frente; você só consegue ligá-los olhando pra trás. Então você tem que confiar que os pontos se ligarão algum dia no futuro. Você tem que confiar em algo – seu instinto, destino, vida, carma, o que for. Esta abordagem nunca me desapontou, e fez toda diferença na minha vida.”

Termino compartilhando alguns pensamentos e fatos interessantes…

E pensar que ele morreu sem sequer conhecer seus pais biológicos, muito embora a pouco tempo o seu pai biológico tenha aparecido e manifestado o desejo de conhecê-lo pessoalmente.

O pai biológico de Steve Jobs é  Abdul Fatah John Jandali, hoje com 80 anos e é de origem síria. Ele e a mãe natural de Steve, Joanne Schieble, eram estudantes quando Jobs nasceu em 1955 e o deixaram para adoção. Jobs foi criado por Paul e Clara Jobs.

Em agosto deste ano, em entrevista ao jornal The New York Post, o pai de Steve manifestou a vontade de rever o filho, imortalizado como uma das grandes personalidades deste século. Jobs foi dado para adoção depois que Jandali engravidou Joanne Simpson, já que o pai dela vetou o casamento dos dois. Na entrevista concedida pelo pai biológico de Steve Jobs dias depois da renúncia dele ao cargo de CEO da Apple, Jandali disse que tentou entrar em contato com o filho apenas uma vez, por email, no dia do anivesário do executivo, após descobrir que era seu pai.

“Eu tenho esperança de que ele chegue a mim antes que seja tarde demais. Mesmo que seja só para tomar um café, apenas uma vez, me faria um homem feliz” disse Jandali e não escondeu a frustração por não ter participado da “incrível jornada” do filho, que se tornou uma das principais referências do planeta em tecnologia e inovação.

Em setembro agora, no mês passado, John Jandali disse ao “Reno Gazette-Journal” ter se arrependido da entrevista dada ao tabloide inglês. Ele também afirmou que, quando soube que Jobs tinha um câncer no pâncreas, enviou seu histórico médico na esperança de poder ajudar o filho.

Jobs não se pronunciou sobre o pedido público do pai biológico e os dois nunca se conheceram.

Triste…

Fico imaginando também como deve estar John Sculley, aquele executivo que era da Pepsi, contratado pelo próprio Steve e convencido a vir para a Apple com a famosa frase “Você quer passar o resto de sua vida vendendo água com açúcar ou quer ter a chance de mudar o mundo?’ e os outros que demitiram Steve Jobs e levaram a Apple quase à falência. Já imaginou como eles devem estar? Diria que esses caras já tem um “Karma” para cumprir ainda em vida, não é mesmo?

É , Jobs sempre quis mudar o mundo, e conseguiu.

E para concluir, um paralelo interessante: Steve Jobs nasceu no dia  24 de Fevereiro de 1955 e era de Peixes, assim como eu, que nasci no dia 27 de Fevereiro, 10 anos depois. Sinto um certo orgulho disso.

 

Obrigado

Adeus

Descanse em paz

Steve Jobs

Fev/1955 – Out/2011