Intervenção Militar

11071960_10152645697521059_694799505492780761_n

Conforme o artigo 1 da constituição: TODO PODER EMANA DO POVO

Desta forma podemos dizer que o povo reunido é como UM CONGRESSO, UMA PLENÁRIA

Afinal, O POVO MANDA!

Se o povo, UNIDO clamar pela intervenção, isso será o ÁPICE DA DEMOCRACIA!!!

Se o exército tomar sem o clamor popular, então será GOLPE

Na verdade entendo que temos as seguintes opções

1) podemos não fazer nada

2) Podemos pedir que não haja mais corrupção, o que ao meu ver é bom mas é vazio, embora já é alguma coisa

3) Podemos pedir impeachment, o que já é melhor mas ai, cai a Dilma e o Temer, pois não tem ainda dois anos de mandato

4) E podemos pedir Intervenção Militar

Vamos analisar as opções

1) Se não fizermos nada, tudo continuará como está e a roubalheira só vai piorar

2) Se apenas pedirmos que não haja mais corrupção, o que vamos conseguir?

Vejam quanto eles estão preocupados com manifestações, escandalos, etc…

Pagamentos de propina continuaram mesmo após o início da Lava Jato, diz juiz

http://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/agencia-estado/2015/03/16/pagamentos-de-propina-continuaram-mesmo-apos-o-inicio-da-lava-jato-diz-juiz.htm

Portanto, entendo que pedir para eles diminuírem a corrupção ou mesmo elaborarem leis contra ela será o mesmo que pedir para o ladrão construir a cadeia que ele vai ser preso. Ele não vai construir, e se construir, vai ser com um monte de saídas e escapes.

Achar que eles, os corruptos, vão construir leis anti-corrupção, é se iludir.

3) Vamos analisar o Impeachment. Já viu de perto o trâmite do impeachment?

  • Primeiro precisamos da acusação por parte de qualquer cidadão brasileiro contra o Presidente da República (artigo 14 da Lei nº 1079/50), até ai é fácil.
  • Depois, ocorre um juízo de admissibilidade pela Câmara dos Deputados, que precisa autorizar o início do processo por 2/3 dos seus membros. O que acha? Rola? Será que 2/3 votariam a favor do impeachment?
  • Em isso acontecendo ocorre o julgamento pelo Senado Federal, presidido pelo Presidente do Supremo Tribunal Federal, que é quem? Quem?
  • E por fim, para que a Presidenta seja realmente condenada será necessária outra votação por 2/3 dos Senadores, conforme o artigo 86 da Constituição Federal.
  • O que acha? Rola?

4) No entanto, podemos optarmos pelo item 4, a Intervenção Militar

A intervenção é um remédio amargo, não há dúvida, mas é um remédio!

A comparo a radio ou a quimioterapia, que sabemos que são horríveis, para um doente de cÂncer. Mata células boas junto, mas mata as céluas ruins e limpa o corpo do câncer que se instalou.

Sem essa tratamento, o câncer continuará a crescer e se instalará ainda mais, levando o corpo a morte!

Ainda…

Boa parte do medo criado em cima dos Militares foi construção da esquerda que realmente tem medo deles. Na verdade, quem teme militar é a turma da esquerda, bandido e político corrupto, o cidadão de bem não tem nada a temer, ao contrário, se sentirá muito mais protegido.

Eu vivi no regime militar e nem eu e nem a minha família nunca sofremos nada. Quem era perseguido era a turma de esquerda, ladrão e bandido. Militar é linha dura sim.

Há de se lembrar que se temos democracia hoje no Brasil graças aos Militares, sim pois se em 64 eles não tivessem feito frente a esquerda, a esquerda teria tomado o poder e isso aqui já teria virado uma Cuba, com algum general de esquerda no poder até hoje.

E para aqueles que dizem que pelo tamanho territorial do Brasil isso não aconteceria, que aconteceu em Cuba por que é pequena, eu convido a olhar o tamanho territorial da China e da Russia.

Mas infelizmente a esquerda já está no poder hoje e, por vias “democráticas”, eles vão começar a tecer as leis a seu favor, como já fazem e daqui a pouco, teremos um ditador de esquerda assim como Chavez e Maduro fizeram na Venezuela e ai, daqui a pouco, nem sei se teremos controle sobre o exército, assim como a Venenzuela não o tem mais. Portanto, hoje nossa pseudo democracia já está nas mãos deles, uma vez que eles fazem as leis.

Eles já tomaram o STJ e o STF e agora estamos vendo o advogado queridinho do PT, o Toffoli, que foi presidente do STE nas últimas eleições, indo julgar a operação Lava a Jato.

Falando em Toffoli e STE, espero que você já tenha percebido que nossas eleições foram fraudadas. Aécio ganhou com mais de 70%, mas a maquiagem e a fraude deram a Dilma o pleito com pouco mais de 51% dos votos. Percebem? Vivemos numa democracia?

Ou seja, como disse, vivemos numa pseudo democracia, um lugar onde o povo não pode mais sequer eleger seus governantes, uma vez que eles manipulam os resultados e se auto elegem.

E não preciso elaborar muito sobre isso, a prova está ai, com menos de 3 meses de governo o Brasil viveu a maior manifestação pública contra o governo Dilma, recém eleito.

Cade também a democracia quando nosso judiciário julga com dois pesos e duas medidas, livrando Genoínos e Dirceus?

Cadê a democracia quando o Procurador Geral da República é intimidado publicamente se incluir a Dilma no processo?

Isso aqui já não é mais uma democracia faz muito tempo!

E assim como na Venezuela, vivem dizendo que é, porque é confortável para acalmar o povo. O povo gosta de se iludir e se sente mais confortável quando ouve isso.

Enquanto não tomarmos uma atitude, o BNDES continua sendo esvaziado e em breve estará sem recursos fazendo continuando a fazer obras na Venezuela, Cuba, Hoduras, Argentina e outros países Latino Americanos e Africanos e teremos nossos cofres totalmente zerados.

Então, uma vez que o Impeachment é quase impossível, se não a tirarmos de lá por uma Intervenção militar, veremos novas leis sendo cada vez mais tramadas, todos os dias para mantê-los no poder e todas as corrupções terão terminado em pizza e todos os corruptos estarão soltos. Em 2018 as eleições serão novamente por voto eletrônico e ninguém conseguirá se opor democraticamente a isso e eles se perpetuarão no poder por mais 4 anos e continuarão com o plano de transformar o Brasil e a América Latina na Pátria Grande.

Se fizermos nada em breve a imprensa não será mais livre, estarão monitorando a nossa comunicação pelo Whatsapp e pela Internet e,  se até lá, não tiverem constituido a Pátria Grande até 2018 com certeza terão, pois terão mais 4 anos para transformar o Brasil que conhecemos hoje, em uma Cuba.

Pior, vão fazer isso “democráticamente”, de modo que ninguém nunca conseguirá combater tal feito. Vão manobrar as coisas de modo que demonstrem que eles:

1) Seguiram as leis (leis feitas por eles mesmo)

2) Não foram condenados em nada (mas foram julgados por eles mesmo)

3) O povo quis (mas através de eleições fraudadas)

Ou seja, a estratégia deles é muito bem elaborada e por isso, não conseguiremos nada pelas vias democráticas ortodoxas.

Mesmo com Intervenção não será fácil, pois eles não vão largar o osso e o exército do Maduro poderá invadir o Brasil, pois com prerrogativas estapafúrdias de se defender dos EUA, ele agora é o líder máximo do exército do seu país e comandará pessoalmente esta invasão.

Os militares podem também ser corruptos? Sim, podem, lógico. Mas são uma estrutura pautada na conduta e na honra e se um ou outro se corromper os outros tratarão de limpá-lo pois a má conduta de um suja a imagem de todos.

Portanto, ai vão um resumo dos motivos do porque, na minha opinião, uma Intervenção é melhor:

1) Intervenção Militar não é governo militar

2) Governo militar não é regime militar

3) Regime militar não é ditadura militar

4) Perceba que todas as ditaduras militares que existem hoje pelo mundo são de esquerda e não de direita

5) Se temos uma democracia hoje, como já dito, é graças aos militares e ao nosso exército que não permitiu que eles tomassem o poder do país em 64, ou seja, eles nos protegeram de uma ditadura

6) Neste período os Militares construíram aeroportos, estradas e muitas das coisas que temos hoje.

7) Militar não é o demônio que a esquerda pinta. Toda a imagem ruim dos militares foi obra da esquerda e de seus pseudos intelectuais.

8) Militar pode roubar e entrar em esquema de corrupção? Até pode, mas é muito mais difícil. Os militares tem código de conduta, honra e ética. Se um ou outro escorregar os outros não deixarão e o limparão do cenário, pois a atitude deste errante macula a imagem de todos.

9) Por isso há muito menos chance de um Militar roubar, Figueiredo morreu pobre, muito diferente dos nossos políticos

10) Quem tem medo de militar é bandido, político corrupto e a turma da esquerda, como você e eu não estamos dentre estes, não temos o que temer.

11) Os militares devolveram o governo aos civís, em 85, quando compreenderam que o risco da esquerda assumir estava menor

12) Intervenção militar sem o clamor popular é golpe, mas com o clamor popular é instrumento da democracia.

13) Portanto, Intervenção Militar é sim um instrumento da democracia

14) Somente com uma Intervenção Militar, pelo clamor popular, é que conseguiremos limpar brasília destes corruptos todos

15) Pela Democracia e pela Constituinte, deverão pedir novas eleições em até 60 dias

16) Caso este tempo demore mais, estaremos nas mãos de patriótas, que querem o bem do povo e da nação e não esta com planos de transformar o Brasil na Grande Pátria

17) Com uma intervenção Militar teremos dado uma grande lição a todos os futuros políticos do que vierem a ocupar o planalto, e teremos mostrado o que um povo unido e esclarecido é capaz de fazer

18) E por fim, a esquerda desmontada e sem dinheiro, estará falida e mesmo que concorrer, será sempre e apenas um partido nanico, pois os brasileiros terão aprendido o que é o socialimos/comunismo para sempre

Concordo novamente que a Intervenção Militar é dolorida e não é algo bom, estou dizendo isso a todo o momento. No entanto, eu prefiro este remédio amargo a continuar vendo a esquerda continuar costurando sua malha de leis nesta pseudo democracia que será sempre favorável a eles.

Se o povo unido pedisse intervenção militar, teria aprendido que que unido consegue o que quer e pediriamos novas eleições. Não tenho dúvida que a esquerda se candidataria e democraticamente isso seria justo e possível. No entanto, compreendo que eles não passariam de um partido nanico, pois não teriam mais a máquina do governo na mão para alavancá-los e contariam só com os votos dos fanáticos de esquerda, que não tenho dúvida, continuarão a existir. Mas não acho que sejam suficientes para realmente fazerem qualquer dano, desde que estejam reduzidos a realidade e não alavancados com Petrolões, Mensalões, etc… como estão hoje.

Não vejo o Exército querendo o poder pelo poder e quando reagiram em 64 o fizeram em defesa do povo e da pátria. Naquela época mais de meio milhão de pessoas foram às ruas na marcha da família, justamente porque o momento se assemelhava ao de hoje e a esquerda já mostrava suas garras.

Criou-se hoje uma certa fobia com estas palavras, exército, militares, etc..  por conta do que houve entre o período de 64 a 85. Mas tudo o que houve foi super agigantado pelos pseudos-intelectuais de esquerda, que também fizeram muitas atrocidades no mesmo período, só que não são falados.

Hoje, mais de 50 anos depois, o mundo é outro e não enxergo os militares de direita como bichos papões. Vale notar que não há nenhum país no mundo tomado pela direita militar.

Mas se tomarem, sinceramente, eu prefiro os militares à esquerda, mil vezes.

Por fim, deixo dois vídeos muito importantes para esclarecer tudo o que digo:

 

Uma ideia sobre “Intervenção Militar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco + 15 =