Qual o sentido da vida?

Tendo sido questionado sobre porque estamos aqui, da onde viemos, para onde vamos, se fomos criados, etc…

Eu respondi:

Para mim (e esta é uma visão totalmente pessoal)

1) Sim, há um propósito (compreendo que tem que ter)

2) Mas acredito que o propósito não tem nada a ver com o nosso bem estar, nada a ver com sermos felizes, nada a ver com nos darmos bem…

3) O propósito é de quem nos criou, de quem nos colocou aqui, é dele o propósito

4) O mundo gira em torno de duas leis básicas

5) Uma que permitiu que tudo o que está aqui viesse a existência e está relacionada a criação e ao surgimento das coisas

6) E outra que movimenta tudo o que foi criado, tudo o que está aqui à nossa volta, a lei da atração e do magnetismo

7) Todos nós atraímos e magnetizamos coisas conforme somos e conforme o nosso caminhar

8) Você nem sempre magnetiza o que deseja (na maior esmagadora do tempo 99,999% das vezes, você nem sabe o que está magnetizando)

9) Apenas quando começar a compreender mais sobre você e sobre esta lei é que você poderá começar a tentar mudar um pouco o rumo das coisas na sua vida, mesmo assim, só dentro de um range muito pequeno, muito de possibilidades e mesmo assim somente dentro desta sua vida atual, cheia de limitações em relação às coisas que te trouxeram até aqui

10) Num primeiro momento, mesmo que souber muito sobre tudo isso um dia, ainda assim conseguirá ter pouca influência na sua vida (mas ai já começará a “pilotar” um pouco seu destino)

11) A morte é necessária para dar um reset na história e será o fim da sua persona sim, por mais que isso lhe doa

12) Mas a morte não é o fim de tudo, é apenas o fim desta persona atual, mas não de uma outra “entidade”, da qual você faz parte;

13) Esta “entidade” desejará voltar e entrará num fluxo natural que fará com que outra persona se expresse aqui na terra. Não porque alguém mandou, mas similar à forma que a água da chuva desce a montanha, corre nos rios, vai para o mar e depois sobe como vapor e volta a cair novamente como água (ou neve,). Alguém voltará (mas não é mais exatamente você). Este outro será uma nova expressão desta esta “entidade” maior

14) Conforme seu andar na vida anterior, e na vida anterior à anterior, e na vida anterior à anterior à anterior e por várias vidas, e por mais uma série de outros fatores da nova vida, você magnetizará coisas na sua nova vida e, conforme for caminhando, continuará a magnetizar outras coisas (a vida é um eterno magnetizar), um eterno atrair e reagir e mudar.

15) O conhecimento acumulado sobre você mesmo (o auto-conhecimento) que compões tudo isso que estou dizendo, bem como o conhecimento de como o universo funciona, ira lhe permitir começar a conduzir um pouquinho melhor a sua vida

16) Nesta hora reside um problema pois, ao começar a conhecer isso você poderá ser pego (e muito provavelmente será) pela soberba, pelo orgulho, arrogância, vontade de fazer diferente, vontade de subornar e manipular o sistema

17) Nesta momento você começará a magnetizar outras coisas que até então não tinha magnetizado

18) Tentará contornar e escapar disso através do conhecimento adquirido (que perceberá que terá aumentado bastante) e até conseguirá em alguns momentos, mas não em outros

19) Continuará morrendo e voltando (como já dito, como partes de uma mesma entidade)

20) Até que depois de muito teimar, espernear e compreenderá que não consegue manipular o sistema. Nesta hora terá compreendido outras coisas e passará a deixar de ser orgulhoso, arrogante, soberbo e começará a se entregar ao processo

21) Nesta hora começará magnetizará outras coisas (novas) e compreenderá melhor tudo

22) Neste momento você começará a ascender e estará, a cada vida, “melhorando a sua média” (em relação as vidas anteriores)

23) Conforme sua média melhora, você já volta magnetizando coisas “melhores” (embora este conceito de melhor está errado), e continuará ascendendo

24) Até que num dado momento você estará se desenvolvendo e começará a tomar contato com suas vidas anteriores (pois elas não morreram de tudo e os sentimentos e conhecimentos estão lá guardados)

25) Nesta hora, quando começar a tomar contato com suas vidas anteriores, absorverá os conhecimentos e emoções destas e sua compreensão aumentará ainda mais enquanto sua ascensão continua

26) Você viverá mais e melhor em cada vida, mas ainda assim morrerá

27) Até que você começará a contatar outras vidas passadas, e “recobrará a consciência delas” absorvendo ainda mais os conhecimentos e experiências destas

28) Este processo lhe fará aumentar ainda mais em conhecimento e sabedoria até que irá conseguir voltar a sua “primeira” vida.

29) Nesta hora terá acessado todas as experiências, sentimentos e conhecimentos de todas as suas vidas que esta “entidade” viveu e tudo isso estará unido em você

30) Nesta hora (ou até um pouco antes disso) perceberá que faz parte de um “tronco” com outros seres, que estão passando pelo mesmo processo, fazendo o mesmo caminho

31) Nesta hora perceberá que deverá se unir a outros seres mas muito provavelmente tentará lutar contra o desejo de se unir a estes seres (para não perder sua persona, seu sentimento de eu), mas em algum momento cederá e se unirá a estas e você e estes outros se unirão se tornando apenas um

32) Neste momento seu conhecimento e o deste outro se unirão por completo e vocês serão apenas só

33) Posteriormente outros chegarão a este estágio e vocês continuarão a se unir também, e isso acontecerá sucessivamente até que todos se tornarão apenas um

34) Conforme a consciência for sendo adquirida a inconsciência irá desaparecendo e o sentimento de que as coisas não é você, vai desaparecendo e tudo começará a ser um novamente

35) Nesta hora todos nós, ou melhor, um ser apenas, conterá todo o conhecimento de toda a humanidade e tudo voltará a ser um

36) Este ser nada mais é do que aquele mesmo ser que criou tudo e que se fracionou lá no início deste processo e que permitiu que todos nós tivéssemos vida

37) Nesta momento, este ser aumentou muito em conhecimento, através de todas as experiências que teve ao longo de milhares de anos através de bilhões de pessoas

38) O que este ser fará então?

39) Provavelmente, poderá repetir toda esta experiência de novo. Provavelmente alterará algumas variáveis diante dos novos conhecimentos adquiridos, mas deverá repetir praticamente o mesmo fluxo

40) Em resumo, nós somos apenas uma fagulha deste ser que tem como objetivo aumentar em conhecimento através da experimentação de diferentes pontos de vistas.

41) Importante notar que para ele, todas as experiências são válidas, todas! As “boas” e as “ruins”. Ao mesmo tempo que ele quer saber o que é ser Papa, ser o Obama, ele também quer saber o que é ser favelado, morrer de fome na África, ou o que é morrer numa guerra, o que é trair ou o que é ser traído, viver na luxuria, ao mesmo tempo que quer saber o que é morrer afogado ou queimado.

41) No entanto, ele fez as coisas de uma forma que nós desejamos não querer sofrer, buscando sempre o prazer e fugindo da dor, esta é a nossa pulsão básica que nos impulsiona para um único sentido, o de crescer e melhorar a cada dia.

42) O desejo de melhorar nada mais é do que o desejo de sofrer menos juntamente com o desejo de ter cada vez mais prazer (não necessariamente o carnal, mas aqui envolve também o espiritual, o altruísta, etc)

43) O universo é um ambiente fechado que ele criou para poder viver estas experiências e aumentar em conhecimento

44) A terra é apenas uma parte deste universo, um dos planos deste universo. Há vida em vários outros planos e tudo está entrelaçado e tudo interage de modo a cumprir este objetivo.

45) Nossa ignorância e limitações de compreensão são necessárias e fazem parte do processo. Se não estragaríamos toda a experienciação. Se descobríssemos o projeto, o objetivo, os por quês, tudo perderia muito o sentido e valor e talvez fosse até melhor acabar com tudo e começar tudo de novo (ou não, talvez em algum momento vamos saber e ai, ele também saberá o que é viver com a compreensão disso tudo).

46) Mas parece que ele precisa que, em pelo menos numa parte do processo, nós passemos por tudo sem saber porque estamos aqui, da onde viemos e para onde vamos pois, só assim, reagiremos com comportamentos que ele precisa compreender e que parecem ser importantes para o aumento do conhecimento dele ao final

47) Mesmo que para nós toda essa história poderá ter levado bilhões de anos, nada impede que aos olhos dele, isso tudo tenha acontecido em alguns minutos apenas

48) Ah, porque ele está fazendo isso?

49) Talvez esteja numa enrascada pessoal, talvez numa guerra que está travando, ou talvez seja apenas um trabalho de escola ou ainda talvez seja apenas porque precisa passar de uma fase de algum jogo que está jogando, lá, onde quer que ele esteja

unsure emoticon

Ainda, a realidade nada mais é do que uma desconstrução da consciência. Quem assistiu Lucy compreende melhor o que estou dizendo. Aquele filme deixa claro que uma vez a consciência sendo 100%, não há mais distinção entre isso e aquilo, eu e você. Tudo o que gira a nossa volta existe porque temos uma enorme inconsciência das coisas. Vivemos olhando pelo buraquinho da fechadura, vendo só uma partezinha ínfima da história toda.

Quanto a termos domínio das rédeas da nossa vida, fazendo um paralelo, estamos como que no meio de um rio muito caudaloso, num barquinho ínfimo e por mais que nos esforcemos, iremos seguir em frente neste rio e não há nada que se possa fazer para mudar o rumo das coisas. Elas são o que são e ponto final. Ainda, conforme você ganha conhecimento e compreensão da história, mais percebe que sequer vê as margens deste rio e que a profundidade dele é imensa também, ou seja, você não tem poder de fazer absolutamente nada!

Por fim, outro ponto muito importante a compreender é que acreditar que há um criador não tem necessariamente relação alguma com existir algum objetivo nobre para nós. O que pode ser muito importante para nós, talvez não seja para Ele e tudo indica que é se há um objetivo, este objetivo é dele, e não nosso.

Por exemplo, se você está criando gado, e você os cria para o abate, muito provavelmente eles ficariam muito chocados se soubessem disso, mas, para você, é totalmente normal.

Se você oferece a eles proteção, uma boa cocheira, água, bons alimentos, ração, vacina, não os deixa se estressar, etc… no final, a sua preocupação é que eles não morram e que se transformem num bom e suculento bife. Já imaginou se eles descobrissem isso?

Talvez seja exatamente por isso que estas perguntas, mesmo tendo sido feitas à exaustão por milhões de pessoas em milhares de anos, ainda continuam sem resposta.
:-/

NOTA: Compreendo totalmente que a maior parte dos leitores discordará de muitas coisas aqui escritas (se não até de quase tudo). Sei que muitos acharão algumas coisas extremamente sem nexo e até infantil. Sei que muitos se escandalizarão com outras. Em resumo, sei que pouquissimos compreenderão o que de fato aqui está escrito. No entanto, mesmo assim achei que era importante compartilhar pois, só desta forma, quem sabe, encontrarei alguém que está bastante avançado na compreensão das coisas que nos cercam.

3 ideias sobre “Qual o sentido da vida?

  1. José João Bosco Pereira

    Você é universal e ecumênico. Amamos a vida como Francisco de Assis e Clara. Jesus o recompense por suas obras, cantos, CD’s, bênçãos, Santuário, com seu amigo Jesus e o seu parceiro de evangelização Dom Fernando. Li Ágape, amo seu jeito de escrever e orar. Minhas vida em BH está marcada pela Aeróbica de Jesus… Meu filho Lucas naquela época nasceu!
    Ore por mim – estou em tratamento na ansiedade e agressividade. Ore por mim.

    Li A ARTE DE SER FELIZ – do Dalai Lama.

    A porta do Céu

    A Imitação de Cristo.

    Hoje ouvi suas entrevistas de 2014 nas tvs.

    Paz e bem: João Bosco – professor e catequista.

    Ore para minha esposa conseguir um emprego.

    Ore para meu Lucas passar em Engenharia Física na faculdade federal.

    Precisamos de uma casa para morar em Piracicaba ou outro lugar onde Jesus nos quiser levar.

    Agradeço as graças de Deus em minha vida, a cura interior.

    Padre, amo seu esforço e acredito em sua bondade e no bem às almas e à igreja com seu TERÇO BIZANTINO. Tudo é isso graça de Deus e lindo mesmo. Defendo o senhor e acredito na sua evangelização bem personalizada e de um padre cantor genuíno.

    Amo Jesus em você. Modelo para muitos jovens – ore por meus alunos todos e educadores do Brasil.

    O Brasil precisa de padres como sua pessoa e sua coragem, amor, sensibilidade, ágape, philia, etc.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezessete − 5 =