Ode aos “Loucos”

Esta é uma ode aos “loucos”, também chamados de desajustados, rebeldes ou criadores de caso.

Ou àqueles que vêem as coisas de uma forma diferente,
que não gostam muito de regras ou que muitas vezes se revoltam com o status quo.

Você pode até elogiar, endeusar, duvidar, discordar ou difamar tais pessoas mas,
a única coisa que você não pode fazer é ignorar,
pois são eles que provocam as mudanças e movem o mundo.

Eles imaginam, inventam, criam, resolvem, exploram e inspiram
fazendo a raça humana evoluir e talvez por isso
é que eles tenham que ser “loucos” mesmo.

Afinal quem, senão um “louco”, poderia enxergar uma obra de arte em uma tela vazia,
ou uma estátua numa pedra ou ainda uma música no silêncio?

Da mesma forma, quem senão um “louco” teria coragem de criar um novo negócio
sob tantos riscos ou investir num negócio que nunca foi feito,
ou enxergar mercados que ainda sequer existem?

Alguns podem vê-los como loucos, mas nós preferimos chamá-los de empreendedores.

Pois somente as pessoas que são loucas o suficiente para pensar que podem mudar o mundo,
tem o poder de realmente fazê-lo.

Aos outros restará apenas a opção de admirá-los ou difamá-los.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 − 11 =