Persistência sim, teimosia não

Afinal, qual a diferença entre persistência e teimosia?
Pois é exatamente sobre isso que vou falar um pouco agora.

O que o nosso velho e bom dicionário nos diz a respeito? Teimosia vem de teimoso e, segundo o Houaiss, é aquele que teima: turrão, cabeçudo, que se prolonga, insistente, prolongado.

Já persistência vem de persistente, que segundo o mesmo Houaiss significa demonstrar constância, insistência, perseverar, continuar a ser (de uma certa maneira), conservar-se, perdurar.

A diferença é sutil, mas concordamos que persistência é uma qualidade, enquanto teimosia é um defeito.

Certa vez, uma pessoa me disse: persistente é o teimoso que deu certo.

Em outras palavras, se você insistir em algo e, ao final, seu intento der certo, você foi persistente; no entanto, se após ter insistido, seu intento acabou dando errado, você foi teimoso.

Bem, concordo parcialmente com isso e prefiro dar uma outra definição.

Primeiro, note que o ato de insistir encontra-se em ambos os termos. Portanto, insistência é simplesmente tentar novamente. Mas tentar novamente como?

Bem, se você insiste e faz as coisas do mesmo modo como fez da primeira vez, então eu diria que você está sendo teimoso. Pois não se deve esperar um resultado diferente por apenas se repetir uma ação.

Diria ainda mais, ao analisar os motivos que o levaram ao fracasso você perceber que, mesmo com alterações e mudanças a probabilidade de sucesso ainda é muito pequena, e mesmo assim repetir este procedimento várias vezes, você está sendo teimoso.

No entanto, se ao analisar e ponderar, perceber que há uma nova maneira de fazer, onde o resultado pode ser realmente diferente, com êxito, então neste caso você está sendo persistente.

Eu abordo estes termos neste momento porque, neste ano, a Curriculum.com.br conquistou vários prêmios:

O TOP de Marketing da ADVB com o caso “Um anúncio de sucesso” (referente ao modelo grátis – veja os nossos números: http://www.curriculum.com.br/crescimento), o TOP de RH da ADVB, com o caso “Veezux, a nova geração para o recrutamento online”, o Top of Business da Montreal, o Top of Quality da Ordem dos Parlamentares, o Qualidade Internacional da Omni Quality e, por fim, o Top of Mind – Fornecedores de RH, da Fênix Central de Negócios, na categoria de Site para Recrutamento, sendo eleita pelos profissionais de RH do mercado como a empresa mais lembrada.

Desta forma, este ano foi, de uma certa forma, a coroação de uma persistência de mais de 8 anos de intenso trabalho, dados nossos resultados atuais e todos estes prêmios, principalmente este último.

Conquistamos isso sempre procurando analisar, ponderar e descobrir novas formas de superar os obstáculos e as dificuldades que apareciam. Ouvindo nossos usuários e clientes, adaptando nosso sistema, fomos devagarzinho conquistando um melhor posicionamento neste mercado tão competitivo.

Mesmo quando a Curriculum foi totalmente abandonada pelos investidores por ocasião do estouro da bolha da Internet em 2000, ou quando operamos nossos negócios no vermelho por vários anos, ou até mesmo quando sofremos ataques inescrupulosos dos nossos concorrentes, dentre inúmeros outros problemas que surgiram em nosso caminho, fomos com persistência, e não com teimosia, descobrindo soluções e contornando os obstáculos, criando e vislumbrando como nos posicionar melhor em todos estes momentos tão difíceis.

Quando um serviço não emplacava, procurávamos compreender onde erramos, ouvíamos novamente os anseios dos nossos usuários e clientes, procurávamos corrigir nossos erros e, assim, buscávamos nos posicionar melhor frente a estes insucessos.

Buscávamos não repetir as mesmas ações infrutíferas que já haviam sido feitas e encontrar aquelas que poderiam funcionar.

Para isso, tivemos que jogar muita coisa fora, refazer o site várias vezes, arrumar nossos serviços outras inúmeras vezes, mas fomos persistentemente nos aprimorando.

Tivemos momentos muito, muito difíceis, impossíveis de serem colocados agora em palavras, sendo que em alguns destes, tudo parecia estar perdido, e o fracasso parecia ser eminente e inevitável.

No entanto, sempre com muita persistência conduzimos nossos negócios, e hoje, com este prêmio, conquistamos uma etapa muito importante em nossa trajetória. Neste momento uma frase muito conhecida do cineasta Jean Cocteau me veio várias vezes à mente:
Não sabendo que era impossível, foi lá e fez.”

Acho que foi assim mesmo que tudo aconteceu!

Ter conquistado todos estes resultados e ganhado todos estes prêmios, após mais de 8 anos de luta, sem dúvida teve um sabor muito especial. Se a diferença entre o persistente e o teimoso é o final da história, acho que da mesma forma posso dizer que fomos persistentes.

Para terminar, vejam só que interessante: o nome da empresa que nos deu este último prêmio:
Fênix!
Não é um nome que resume toda esta história da Curriculum?

Não poderia ter sido melhor, não é mesmo?

Enfim, diga não à teimosia, mas se encontrar maneiras de vislumbrar um resultado melhor e tiver forças para insistir, seja persistente, pois a vitória após a persistência é sem dúvida muito mais gostosa.

Trofeus

Prêmios ganhos em 2007

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × um =